Urgência? Toque para ligar:
(11) 3983-1006
Espécies de cupins em São Paulo

Principais espécies de cupins que infestam casas e edifícios

Publicado em: 22 fevereiro, 2019
Em: Controle de pragas curiosidades descupinização

Nós já falamos por aqui de vários pontos interessantes sobre os cupins, um dos principais é que o siriri / sarara, aleluia ou cupim alado que todos conhecem por aqueles insetos de longas asas que voam próximo as luzes em épocas de calor e alta umidade, mais precisamente, no início da primavera.

Esse ponto é importante porque muitas pessoas não sabem que esse inseto conhecido como siriri é a fase alada de um cupim e que nesse estágio eles estão prontos para se reproduzir e encontrar outros locais para formar colônias, podendo escolher locais como a sua casa, o seu quintal e até os móveis de madeira que fazem parte da sua mobília.

Se você ainda não conferiu esse artigo com dicas e esclarecimentos sobre o cupim alado, convidamos você a conferir clicando aqui.

Hoje vamos nos aprofundar um pouco mais nos cupinzeiros, e conhecer as principais espécies, além de conhecer outros cupins que fazem parte do mesmo ninho.

As principais espécies de cupins e os cupinzeiros

Em toda espécie existem cupins alados, eles existem principalmente para reproduzir e criar novas colônias – serão os próximos reis e rainhas responsáveis somente por “colocar mais e mais cupins no mundo”. As rainhas costumam viver de 15 a 45 anos e durante a vida elas colocam cerca de 30 mil ovos por dia.

Imagine você, 30 mil ovos de cupins todos os dias no solo do seu quintal?!

Além deles, existem também as outras fases de um cupim, que podem ser: a larva, o operário e o soldado, esses dois últimos são os que você encontra pelo cupinzeiro, são responsáveis por cuidar, proteger e aumentar o espaço, seja no solo, em árvores e nas casas, no caso de algumas espécies, eles conseguem chegar até 100 metros de distância do ninho principal, infestando até vários imóveis ao mesmo tempo!

Nas grandes cidades são encontradas com muita frequência 3 espécies diferentes de cupins, e todas elas são responsáveis por criar diversos tipos de prejuízos, tanto para casas quanto para edifícios. Muitas pessoas não sabem, mas os cupins também transitam entre os tijolos, aumentando assim o seu alcance no local.

Ou seja, não é só porque você mora ou tem escritório em um edifício, que o seu imóvel não poderá ser atacado pelos cupins, é preciso se manter muito atento.

Cada uma dessas espécies tem as suas particularidades, veja abaixo quem são eles:

 

  • Nasutitermes Spp – Constroem grandes colônias e podem ser encontrados até nos topos das árvores.
  • Coptotermes Gestroi – Constroem colônias grandes e túneis que podem chegar até 100 metros do ninho principal.
  • Cryptotermes Brevis – Constroem colônias pequenas em comparação às espécies anteriores. Se desenvolvem diretamente na peça atacada.

Por isso é muito importante manter a descupinização em dia, evitando problemas futuros com infestações que podem levar a grandes prejuízos.

Compartilhar


              
dedetizadora e desentupidora contato

Pesquisar

Veja também

Produtos naturais para diminuir coceira

Formas caseiras de tratar picadas de mosquitos

Nessa época do ano, os dias quentes nos trazem bons momentos para curtir em família, passear, ir para a praia, para o campo, ficar na piscina, mas além desses momentos agradáveis, o verão também traz insetos, mais precisamente: os mosquitos.…

Veja mais...
dedetização para escolas

A importância da dedetização e controle de pragas nas escolas

Não é de hoje que sabemos o quanto alguns insetos e animais são verdadeiras pragas para o meio em que vivemos; visto que enquanto uns transmitem doenças perigosas, outros causam a morte com uma simples picada, como no caso dos…

Veja mais...
insetos que se alimentam de sangue humano

Vampiros do cotidiano – 5 Insetos comuns que se alimentam de sangue

Vampiros já passaram dos seres mais vilanescos do cinema e de contos de terror a personagens mais “bonzinhos” nos dias atuais, com histórias e filmes mais familiares trazendo o personagem para um contexto menos aterrorizante. Já alguns insetos, fazem o…

Veja mais...

Comente