Atendimento especializado em Desentupimento e Dedetização em São Paulo

Desentupidora Império Logo
Atendimento 24 horas São Paulo - Ligue: (11) 3983-1006 Clique aqui e fale conosco agora (11) 3983-1006

Atendimento Estamos atendendo Envie uma mensagem

Fechar






    O perigo por trás do uso incorreto da naftalina

    O perigo por trás do uso incorreto da naftalina

    Publicado em: 22 de novembro de 2019
    Em: Controle de pragas Por: Império

    Você provavelmente já usou ou já viu alguém usando Naftalina, não é verdade? Trata-se daquela bolinha branca que era comumente utilizada por nossas avós para espantar insetos.

    Ainda nos dias de hoje, muitas pessoas recorrem a naftalina para proteger suas casas dos insetos como baratas, traças e até escorpiões, mas será que funciona mesmo?

    Além do questionamento sobre funcionar ou não, muitas organizações de saúde, até o Ministério da Saúde, têm recomendado evitar o uso, visto que é possível causar diversos problemas para a saúde. Você sabia disso? Pois bem, essa é uma das informações relacionadas a naftalina que poucas pessoas têm conhecimento, e por isso trouxemos esse artigo.

    Se você também utiliza naftalina com frequência e espalha as bolinhas por todo canto da casa, dentro das gavetas e guarda roupas, nos ralos e em tantos outros lugares, confira esse artigo até o final e veja o perigo que você pode estar levando para dentro da sua casa.

    Câncer, intoxicações e outras complicações

    Um dos maiores problemas de se utilizar a naftalina para afastar insetos é a desinformação em relação a como utilizá-la.

    A princípio, o que todo mundo entende é que basta adicionar as bolinhas pela casa, nos locais onde costumam aparecer insetos, para que o produto faça efeito e assim bote os insetos para correr, mas o que muitos demoram para descobrir é que não é exatamente assim que devemos utilizar, o que, consequentemente, leva a diversos problemas.

    De acordo com o Ministério da Saúde, a utilização incorreta da Naftalina pode causar câncer nas pessoas que ficam muito tempo expostas ao produto, além de outras complicações como intoxicações de crianças e adultos (por contaminação do ar ou consumo por engano), lesões nos órgãos e outros.

    As intoxicações ocorrem porque o produto, exposto ao ar, começa a produzir um gás tóxico, e ao inalar, esse gás causa problemas a saúde. Outros problemas, como os relacionados a ingestão, também são graves, e acontece comumente quando crianças encontram a naftalina dentro de uma gaveta, armários e até no ralo!

    Vale ressaltar que a naftalina não mata os insetos, ela apenas faz com que eles se afastem (no caso de escorpiões não são nada eficazes). Mas em casos de infestações próximas ao local, a naftalina não vai dar muito resultado, além de poder causar problemas de saúde como vimos acima!

    Evite, mas se vai mesmo utilizar, então siga as recomendações!

    Como dissemos anteriormente, é muito importante seguir as recomendações descritas pelos fabricantes. Essas informações geralmente constam na própria embalagem do produto.

    A princípio, não é indicado colocar as bolinhas de naftalina soltas, fora da embalagem, pelos cantos da casa, pois dessa forma elas tendem a soltar o gás tóxico com maior facilidade e contaminam o ambiente.

    O mais indicado é que adicione no máximo uma bolinha por ambiente, e de preferência, que elas fiquem dentro de embalagens de plástico.

    É muito importante evitar colocá-las dentro de gavetas e armários, uma bolinha no ambiente já é o bastante. Se os ambientes forem pequenos e próximos, não é necessário colocá-las e cada um.

    Não coloque dentro dos ralos nem em locais baixos, que crianças possam encontrar. E nunca se esqueça de colocar dentro de saquinhos fechados. Não esqueça de deixar o ambiente sempre ventilado!

    Sempre leia o rótulo do produto para seguir as recomendações de como utilizar e siga todas as informações à risca, lembre-se que se trata de um produto químico e tóxico.

    Em casos de infestações, prefira contar com o serviço de dedetização e controle de pragas que é mais eficaz na resolução do problema com os insetos.

    Compartilhe este artigo