E a Febre amarela em São Paulo?

Publicado em: 9 novembro, 2017
Em: Controle de pragas dedetização Notícias

Há algumas semanas atrás, foi confirmado em São Paulo, a morte de um macaco bugio positivo para a doença na região norte, no Horto Florestal.

De acordo com a Secretária Municipal de Saúde/COVISA e da Secretaria de Estado de Saúde, nenhum caso de febre amarela em humanos foi constatado em São Paulo até o momento. Mesmo assim, ações para prevenção estão sendo tomadas e está ocorrendo uma intensificação da vacinação nesta região de São Paulo.

A Febre Amarela é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes (mosquitos que são mais encontrados em áreas de mata fechada), e tem como vetor potencial o Aedes aegypti – mosquito responsável pela transmissão de doenças como a Dengue, Zika e Chikungunya. Assim é importantíssimo reforçar os cuidados em relação ao combate do mosquito.

Outra forma de evitar a transmissão, foi suspenso a visitação pública de 13 parques na Zona Norte.

Aplicação da vacinação

A Secretaria de Saúde reforça que pessoas que não frequentem ou não morem na região, não tem a necessidade de se vacinar, que por enquanto a necessidade é somente para pessoas que morem ou visitem a região.

Na Zona Norte, 37 Unidades Básicas de Saúde (UBS) estão disponíveis para a aplicação da vacina preventiva (você pode consultar o site da Prefeitura para verificar a lista de todas as UBS). Até o momento mais de 500 mil pessoas já foram vacinadas e o objetivo é chegar com as vacinas para um total de 56 unidades até os próximos dias.

Sintomas da Febre Amarela

aedes aegypti

O Aedes Aegypti é um potencial vetor da Febre Amarela.

Após 3 a 6 dias da picada do mosquito transmissor é que os sintomas costumam aparecer, mas de acordo com a Secretária de Saúde, em alguns casos os sintomas podem demorar até 15 dias para ocorrerem.

Os sintomas são:

  • Febre de início súbito, calafrios;
  • Dor de cabeça, nas costas e dores no corpo;
  • Náuseas e vômitos;
  • Fadiga e fraqueza;
  • Coloração amarelada da pele e do branco dos olhos (Icterícia);
  • Sangramentos.

É importante antes mesmo de visitar locais onde existe a possibilidade de transmissão, tomar a vacina para se prevenir. E em qualquer sinal de sintomas iguais as da Febre Amarela, procure um médico.

No site da Prefeitura de São Paulo você pode retirar todas as informações necessárias, caso queira basta clicar aqui.

A importância do combate ao Aedes aegypti

Quanto mais situações com possibilidade de acúmulo de água parada e limpa, mais chances damos ao mosquito de se multiplicar e transmitir doenças perigosas e que podem levar a morte. Por isso fique atento quanto aos focos de mosquito por aí, converse com seus vizinhos, ajude a conscientizar o seu bairro e vamos juntos combater esse inseto tão pequeno, mas que causa tantos estragos.

Analise o que pode estar deixando água parada em sua casa, e acabe com os focos. Temos que ficar atentos por o período de maior índice dos mosquitos é no verão.

Fonte: www.capital.sp.gov.br

Compartilhar


compartilhar compartilhar compartilhar compartilhar compartilhar
dedetizadora e desentupidora contato

Pesquisar

Veja também

Como acabar com ratos?

Naftalina afasta ratos?

A naftalina é utilizada com grande frequência por muitas pessoas há muito tempo, mesmo se tratando de um produto químico e que pode causar complicações a saúde caso seja usado de maneira errada. Ela é principalmente utilizada para o controle…

Veja mais...
Problemas causados pelo uso incorreto da Naftalina

O perigo por trás do uso incorreto da naftalina

Você provavelmente já usou ou já viu alguém usando Naftalina, não é verdade? Trata-se daquela bolinha branca que era comumente utilizada por nossas avós para espantar insetos. Ainda nos dias de hoje, muitas pessoas recorrem a naftalina para proteger suas…

Veja mais...
Doenças transmitidas por pulgas de ratos

Pulgas de roedores – um perigo que a maioria desconhece

As pulgas são insetos que sobrevivem se alimentando do sangue de outros animais, ou seja, trata-se de parasitas externos, pois ficam presos na pele e pelos. No Brasil existem diversas espécies, entre todas as que mais se destacam e tornam-se…

Veja mais...

Comente

Estamos atendendo Envie uma mensagem