Os 4 as que colaboram para a infestações de pragas urbanas

Você conhece os 4 As que colaboram para uma infestação?

Publicado em: 10 novembro, 2020
Em: Controle de pragas dedetização Dicas

Quando pensamos em uma infestação, seja de algum tipo de inseto como aranhas, pulgas, formigas, carrapatos, cupins ou baratas, ou outro tipo de praga como ratos ou escorpiões, dificilmente pensamos que ela possa estar relacionada a algo, ou seja, que exista um motivo para que ocorra.

Mas diferente disso, uma infestação não ocorre por acaso, existem fatores que causam ou ajudam a causar essa infestação e para que você entenda melhor como funciona, trouxemos abaixo quais são eles.

Por que é importante saber sobre os fatores que causam uma infestação?

Ao entender os fatores que causam uma infestação é muito mais fácil de entender quais procedimentos devem ser tomados para evitar que elas aconteçam.

Como dizem, prevenir é melhor do que remediar, e é a mais pura verdade. Quando você conhece e sabe como fazer para trabalhar na prevenção, casos de infestações são mínimos, e isso te ajuda a controlar e cuidar melhor de todos os detalhes, evitando prejuízos e outros problemas associados as pragas urbanas, como por exemplo, a transmissão de diversos tipos de doenças.

Quem deve saber sobre esses fatores?

São recomendações para todos, desde o cuidado nas residências até indústrias, comércios, clínicas, restaurantes, escolas e faculdades, hospitais e condomínios.

São cuidados que todos devemos ter para diminuir as incidências de infestações e ter um controle maior.

Fatores externos como a temperatura e a época do ano já são pontos importantes para causar infestações, já que mexem diretamente com o ciclo das pragas e com o seu metabolismo.

Cabe então a todos nós, termos cuidado com os fatores dos quais podemos controlar para que essas incidências sejam as menores possíveis.

Os 4 As que colaboram com a infestações de pragas

Os fatores que podem colaborar com a infestação são determinados como “4 As” porque cada um deles tem como inicial a letra “a”. São eles:

  • Acesso: O primeiro deles se refere aos cuidados que devemos ter com todos os locais que dão acesso as pragas.
    Esses podem ser desde fendas em paredes, janelas, pisos e telhados, até um jardim sem manutenção ou caixas de gordura entupidas. Ou seja, se refere ao cuidado que devemos ter em relação a tudo que pode dar acesso ao inseto ou animal para dentro da sua residência, comércio ou condomínio.
  • Abrigo: O segundo fator se refere as possibilidades que possam permitir o abrigo dessas pragas, como uma caixa de água entreaberta, que pode dar abrigo para ovos e larvas de mosquitos; entulhos dentro do forro, no sótão ou no quintal, que podem dar abrigo para ratos, baratas e escorpiões; ou ainda como no exemplo acima, uma caixa de gordura entupida ou vazando, que pode atrair baratas e dar um perfeito alojamento a elas.

Todos esses pontos precisam ser avaliados e colocados em conformidade. O esgoto precisa estar com a manutenção em dia, assim como o jardim e a limpeza do ambiente. Entulhos devem ser retirados e o ambiente deve ser sempre avaliado.

  • Água: O terceiro fator que pode colaborar com as infestações é a água. Água parada, como sabemos atrai mosquitos, mas também pode atrair outros insetos e até roedores, visto que esses também precisam de água para sobreviver.

Cuidar para manter caixas d’água e reservatórios bem fechados e limpos, assim como outros locais como garrafas, que devem ficar viradas para baixo, pneus velhos que devem ser cobertos, pratinhos de vasos que devem ser adicionados areia e até o cuidado com determinados tipos de plantas que podem acumular água em suas folhas.

Todos esses pontos são muito importantes para prevenção.

  • Alimento: E por último, mas não menos importante, o cuidado para evitar que as pragas tenham acesso aos alimentos.
    Pacotes de farinhas e grãos devem ser guardados em potes muito bem fechados e sempre serem avaliados quanto a data de fabricação, pois alimentos velhos podem atrair insetos como larvas, baratas, traças, pequenos besouros e outros.

Ter cuidado dentro do ambiente, com a limpeza diária, evitando o acúmulo de sujeira e migalhas de comida, com prioridade na cozinha, onde é mais comum.

O cuidado com o lixo, desde o armazenamento até a coleta, para evitar sacos ou latas de lixo abertos, assim como o acúmulo que atraem ratos, baratas e outras pragas.

Todos esses fatores devem ser analisados, pois em alguns casos, apenas um deles já pode colaborar com uma infestação.

Cuidar na prevenção, através desses fatores e manter a dedetização em dia, permite ambientes mais seguros, controlados e sem problemas com pragas urbanas.

Compartilhar


compartilhar compartilhar compartilhar compartilhar compartilhar

Pesquisar

Veja também

Doença de Lyme - A doença do carrapato

Doença de Lyme – A doença transmitida pelo carrapato

Veja mais...
Como acabar com a infestação de carrapatos no quintal?

Como acabar com carrapatos no quintal?

Veja mais...
4 dicas para acabar com ratos, insetos e pragas em condomínios

Especial Síndico – 4 dicas para evitar a infestação de pragas no condomínio

Veja mais...

Comente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Atendimento Estamos atendendo Envie uma mensagem

Fechar




opcaoopcao